Ouro Preto

 

Ouro Preto História e arte

 

Incessantemente procurado por bandeirantes paulistas incentivados pelo rei de Portugal, o ouro do sertão brasileiro foi finalmente desvendado, em 1698, na sequência de vários descobrimentos.

Aos pés do Itacolomi, a riqueza, farta nos ribeiros, grupiaras e minas, provocou a maior corrida do ouro da Era Moderna. No curto período de seis décadas, o precioso metal criaria uma civilização inédita nos trópicos e transformaria para sempre o perfil político da então colônia portuguesa.
Fundada em 1711, Vila Rica passou a sede da nova Capitania das Minas Gerais, em 1721. No apogeu do Ciclo do Ouro, tornou-se o maior centro urbano do continente americano e sua fama se estendeu às principais cortes da Europa.

Na segunda metade do Setecentos, foi a vez da cultura e da arte florescerem nas Minas, como nunca antes no Brasil, pelas mãos de artistas geniais como Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, e Manuel da Costa Ataíde, entre tantos outros. Vila Rica foi, também, palco da Inconfidência Mineira (1789-1792), sonho heróico que precedeu em 30 anos a independência brasileira. Em 1823, foi elevada a Imperial Cidade de Ouro Preto e, em 1897, deixou de ser a capital do estado de Minas Gerais, transferida para Belo Horizonte.

Cidade Monumento Nacional e Patrimônio Cultural da Humanidade, Ouro Preto é a cidade histórica mais importante do Brasil. E, em meio ao seu casario colonial, igrejas e obras de arte, destaca-se o Grande Hotel de Ouro Preto, projetado por Oscar Niemeyer.


<<< Voltar

Voltar ao topo


Grande Hotel de Ouro Preto | Rua Senador Rocha Lagoa 164 - Centro - Ouro Preto/MG | Tel.: (31) 3551-1488
Emails: reservas@grandehotelop.com.br | grandehotel@grandehotelouropreto.com.br
Sede local desde 23/03/1954